Se você anda perdendo produto ou mesmo deixando o seu cliente na mão, precisa otimizar o seu controle de estoque. Na verdade, mesmo que tudo esteja indo bem, há sempre uma forma de melhorar, certo? 

O controle de estoque é uma área extremamente importante da gestão de um negócio. Além de prever o que precisa ser comprado, através dele é possível detectar quais produtos vendem muito e em quais não vale a pena investir. 

O principal objetivo deste artigo é te ajudar a otimizar essa tarefa tão desafiadora, tornando sua sistematização mais simples e eficaz. Chega de gastar tanto com seu estoque, minimize falhas e aumente sua produtividade. 

Vamos às dicas? 

Realize um inventário do seu estoque 

Se você estava perdido em como começar, essa é a resposta. Não há como fazer um controle de estoque adequado sem um inventário completo de seus itens e da quantidade de cada um deles. 

Como há um fluxo, você acabará tendo que fazer atualizações constantes, afinal, as mercadorias estão sempre entrando e saindo. Sendo assim, registre também as datas das movimentações. 

Esse acompanhamento previne falhas e evita prejuízos. 

Estabeleça uma padronização

Não basta saber tudo o que há em seu estoque, é preciso organizar os produtos de forma padronizada. Implementar uma padronização dos seus itens parece uma tarefa complicada de início, mas é um investimento de tempo que vale a pena. 

Comece dividindo o ambiente em setores, o que te ajudará a aproveitar melhor o espaço. Usar numeração, letras e cores para separar as mercadorias também pode ser uma boa ideia. 

Procure deixar os itens que possuem maior fluxo em áreas mais acessíveis, assim você economizará ainda mais tempo no seu dia a dia. 

Faça um mapeamento de processos

O controle de estoque deve fazer parte da rotina da empresa. Não é apenas um trabalho organizacional, existe um fluxo constante. 

Sendo assim, optar pelo mapeamento de processos passa a ser a melhor opção. Desta forma, além de organizar seus produtos e padronizá-los, distribuindo-os por associação no ambiente disposto para tal, estabeleça uma rotina de atividades. 

Você pode começar por determinar regras e políticas para inserção, solicitação e retirada de itens. Elaborar relatórios periódicos também faz parte do mapeamento, pois é assim que serão diagnosticados pontos de melhoria, extravios, falhas, etc. 

O objetivo é que você entenda o funcionamento do seu estoque, mapei-o e acompanhe de perto cada movimentação. 

Estoque

Defina volume mínimo e máximo para cada produto

Definitivamente o seu estoque não deve te deixar na mão. Por causa disso, é essencial que haja um estoque mínimo determinado. Essa é a quantidade necessária para que você atenda bem a demanda dos seus clientes diariamente. 

Será necessário avaliar a procura, os seus fornecedores e também eventos sazonais, que podem ser motivo de redução ou aumento da demanda. 

Da mesma maneira que não podem faltar produtos, também não podem sobrar, afinal, isso seria prejuízo para o seu negócio. Sendo assim, estabeleça também um volume máximo. 

Considere a rotatividade, o prazo de entrega e o tempo entre a chegada da mercadoria e a distribuição para o consumidor. 

Procure sempre o equilíbrio. Comece com pequenos ajustes e vá se adequando mesmo que aos poucos. 

Escolha bem seus fornecedores 

O que isso tem a ver com controle de estoque? 

Nem sempre o fornecedor de melhor preço é a escolha ideal. Muitos outros fatores devem ser levados em consideração. 

Opte por empresas que te ajudam a economizar tempo, que forneçam produtos de qualidade a preços compatíveis e que cumpram exatamente o que combinaram em negociação. 

Imagine só, você possui um inventário completo do seu estoque, fez o seu mapeamento, estabeleceu seu volume mínimo e máximo, mas não pode contar com o comprometimento do fornecedor? 

Não dá para deixar o cliente na mão. 

Estude todos os fatores, equilibre preço, prazo de entrega e qualidade, e invista em um relacionamento saudável com essas empresas. 

Realize inspeções periódicas do estoque

Para garantir que tudo o que você fez até aqui realmente funcione, não se esqueça das inspeções periódicas. 

Por melhor que seja o seu controle de estoque, vez ou outra alguma coisa sai do controle. Além disso, estudando tudo novamente após algum tempo, é bem provável que você encontre algum ponto de melhoria. 

Essas inspeções periódicas são muito importante para a manutenção da qualidade dos produtos. Através delas, que podem ser diárias, semanais ou mensais, dependendo do que você vende, você poderá detectar falhas antes que o problema se torne uma situação mais grave. 

Adote um software de gestão (ERP)

Você pode até tentar usar planilhas de controle manuais, mas nem sempre elas são suficientes. Além de mais complexas, há um alto risco de falhas. 

Graças a automação, seu controle de estoque pode se tornar um trabalho prático, preciso e eficiente. 

Com um bom sistema, seu inventário é atualizado constantemente, seu mapeamento automatizado e as ações de controle se dão por meio de alguns poucos cliques. Tudo se torna mais previsível e seguro. 

O aEmpresaERP é o sistema de gestão mais completo do país. É a solução ideal para todos os tipos de negócios e o controle de estoque é apenas uma de suas vantagens. Uma infinidade de benefícios a um preço que cabe no seu bolso. 

E tem mais, você pode testá-lo gratuitamente por um mês, comprovando todos os seus benefícios. Teste já!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here